Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS

Conheça a Cascata da Serraria em São Pedro da Serra/RS e ruínas de uma serraria antiga movida pela força da água do Arroio Campestre.

Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS. Foto: @IvamBaumgaertner.

Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS. Foto: @IvamBaumgaertner.

Próximo à sede do município de São Pedro da Serra/RS, na localidade de Campestre Alto, encontra-se a bela e enigmática queda d’água Cascata da Serraria, também conhecida por alguns como Cascata do Moinho.

Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS. Foto: @IvamBaumgaertner.

Trata-se de mais um local de grande interesse ambiental, escondido e aparentemente abandonado, que proporciona aos visitantes uma no tempo, resgatando um pouco das peculiaridades da vida colonial de muitas décadas atrás.

O registro em vídeo acima foi feito em situação normal de fluxo de água.

Já o registro abaixo, enviado por @IvamBaungaertner, foi feito em época de chuvas, quando o volume de água se apresenta acima do normal.

Uma cascata onde há uma serraria? Ou uma serraria onde há uma cascata?

O desnível geográfico nesta queda d’água foi escolhido como ponto estratégico pelos antigos colonos para guarnecer uma serraria movida pela força das águas do Campestre.

A serraria foi originalmente construída bem próximo à queda d'água em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
A serraria foi originalmente construída bem próximo à queda d’água em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS. Foto: @MarcosH.

Embora deteriorada pelo aparente abandono e pela ação natural do tempo, ainda é possível encontrar resquícios de estrutura como paredes, parte do telhado, trilhos por onde operavam a serra principal e deslisavam para o corte grandes toras de madeira, além de um pequeno aqueduto por onde era canalizada a água do arroio até o mecanismo principal (roda d’água).

Escombros remanescentes, eixos e polias da antiga Serraria junto a cascata, em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Escombros remanescentes, eixos e polias da antiga serraria junto a cascata, em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS. Foto: @MarcosH.

É possível encontrar peças dos principais equipamentos que ali operavam. Grandes eixos e polias, algumas ainda com lubrificação, podem ser identificadas pelos olhares mais atentos. Há, também, algumas peças que provavelmente pertenciam a algum gerador de eletricidade que, na época, poderia prover inúmeros recursos para a serraria.

Na parte inferior da cascata é possível observar uma interessante estrutura em forma de fosso, construída com tijolos, por onde, presume-se, escoava a água que movimentava os equipamentos na serraria logo acima.

Fosso junto a cascata por onde escoava a água que movimentava a serraria logo acima, em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Fosso junto a cascata por onde escoava a água que movimentava a serraria logo acima, em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.

Moradores antigos referem que, no auge de seu funcionamento, a antiga serraria trabalhava 24 horas por dia e seus operadores eram auxiliados pela luz elétrica que também era gerada pela força da água.

A base do fosso por onde escoava a água que movimentava a serraria acima.
A base do fosso por onde escoava a água que movimentava a serraria acima.

Segundo KLEIN (2009), as comunidades de Campestre Alto – onde está localizada a Cascata da Serraria – e Campestre Baixo – local próximo – já possuíam colonos estabelecidos mesmo antes da povoação das localidades onde estão, hoje, situadas as sedes dos municípios de de Salvador do Sul e São Pedro da Serra.

Essas serrarias e moinhos movidos a água foram essenciais para o início do período de colonização, conforme bem exposto nos de BUBLITZ (2004) e ROSSI (2015). Em geral, ainda no século XIX, esses empreendimentos eram movidos por força humana e animal. Após, passaram a ser movidos pela força hidráulica dos rios. No século XX passaram a ser movidos a vapor e, por fim, passaram a ser movidos pela eletricidade.

Esta serraria, movida a água e com gerador de eletricidade, deveria se tratar de um importante centro no período de colonização que merece um aprofundamento no resgate de sua história.

Como chegar na Cascata da Serraria em São Pedro da Serra/RS:

Se trata de uma propriedade particular que não está aberta à pública. Não há qualquer informação ou estrutura mínima para receber visitantes. O local permanece em estado de aparente abandono (Fev/2021), tanto pela iniciativa privada como pelo poder público.

A Cascata da Serraria está localizada em São Pedro da Serra/RS, na localidade de Campestre Alto, em um afluente do Arroio Boa Vista, conhecido como Arroio Campestre, formado principalmente pelos cursos d’água que vêm das localidades de Linha Pimenta e Barão Velho pertencentes ao município limítrofe de Barão/RS, tudo no grande Vale do Rio Taquari, quase no limite com o grande Vale do Rio Caí.

Contudo, o estado de aparente abandono não impede que as pessoas continuem visitando o local, seja em razão da natural curiosidade humana por pontos de interesse ambiental, seja em razão de não haver qualquer obstáculo que impeça a entrada, que fica próxima à estrada geral que liga a localidade de Campestre Alto com Linha São João.

Espeleologia. Abrigo secreto sob a rocha na Cascata da Serraria.

Os amantes da espeleologia – estudo da formação e constituição de grutas e cavernas naturais – também encontram campo de estudo na Cascata da Serraria. Logo a direita da parte de baixo da cascata encontra-se um abrigo de difícil acesso sob rocha que, após desabamento do teto, formou uma espécie de caverna.

Abrigo sob rocha na Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Abrigo sob rocha na Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.

O local é de difícil acesso e serve de abrigo para animais como morcegos, zorros mansos e outros.

Com dificuldade, conseguimos acessar a maior parte do local onde verificamos indícios de movimento nas rochas superficiais.

Local perigoso: Tenha muito cuidado.

O uso contínuo dos caminhos que levam a esse local criou uma espécie de “” que possibilita acesso fácil, porém, extremamente perigoso.

O aparente “caminho limpo” esconde diversos paredões de basalto camuflados na mata que colocam em risco de aqueles que se aproximam.

Trilha de acesso para a Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Trilha de acesso para a Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.

Isso porque a estrutura da serraria foi construída bem próxima a queda de água, provavelmente com objetivo de aproveitar o desnível do arroio.

Local perigoso e sem qualquer estrutura para receber visitantes. Tenha muito cuidado ao acessar a Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.
Local perigoso e sem qualquer estrutura para receber visitantes. Tenha muito cuidado ao acessar a Cascata da Serraria em Campestre Alto, São Pedro da Serra/RS.

Todos os acessos exigem muita atenção do visitante devido a ausência de quaisquer informações, orientações e estrutura mínima no local.

Se você visitar esse local abandonado e sofrer um acidente, esteja ciente de que, no mínimo, será um resgate demorado e difícil.

Ausência de estrutura coloca em risco o potencial da Cascata da Serraria.

A ausência de qualquer informação e estrutura para receber visitantes no local coloca em risco o grande potencial paisagístico, histórico, cultural e turístico da Cascata da Serraria. Embora o local aparenta estar abandonado à própria sorte, é muito importante que seja protegido por seus visitantes.

Não custa lembrar: a preservação de patrimônio histórico, cultural e ambiental é dever de todos e cabe ao poder público a iniciativa de fomentar políticas públicas de proteção de pontos de interesse ambiental.

Enquanto não houver estrutura no local, de cada um basta a simples iniciativa de não fazer intervenções, por exemplo, não deixar lixo, depredar ou retirar exemplares da flora e fauna. O visitante deve apenas contemplar a história que o tempo tem à nos dizer quando visitamos locais interessantes como esse.

Ciclistas não tem onde deixarem suas bicicletas.

A cascata da serraria é frequentemente visitada por ciclistas, sozinhos ou em grupos, que vêm de diversas regiões para conhecer a Cascata da Serraria. Por não existir qualquer estrutura ou moradores próximos, não há local seguro para que os ciclistas possam deixar suas bicicletas enquanto visitam o local.

Mais informações sobre Cascata da Serraria:

Para maiores informações sobre a Cascata da Serraria em São Pedro da Serra/RS e sobre as serrarias movidas a água em geral na época da colonização, sugerimos a consulta das fontes a seguir que foram importantes para a elaboração e complementação deste conteúdo:

  • Subindo a serra, migrações, indústria madeireira e as transformações da paisagem nos campos de altitude no Rio Grande do Sul. ROSSI, Esther Mayara Zamboni. UFSC. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;
  • A eco-história da colonização italiana no Rio Grande do Sul. BUBLITZ, Juliana. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;
  • Cascata da Serraria no Google Maps. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;
  • Página pessoal de @LucasSchmitz no WikiLoc. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;
  • Conteúdo e imagens de @IvamBaumgaertner;
  • Conteúdo e imagens de @GilbertoDeCamposValansuelo;
  • A Cascata da Serraria de São Pedro da Serra. Blog Viajando Com MarcosH. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;
  • Campestre. Blog do Jornalista Renato Klein. Disponível: <aqui>. Acesso em: 28 Fev. 2021;

Atualizações de conteúdo:

  • 1º/Março/2021: Incluímos fotos e informações cedidas por @IvamBaumgaertner;
  • 4/Março/2021: Corrigidos alguns erros;
O conteúdo desta página pode não refletir a opinião do portal NoticiasDoSul.com e de seus proprietários. Os veículos e autores acima indicados fazem o uso desse espaço sem edição ou análise prévia. Assim, os mesmos assumem publicamente a mais ampla e exclusiva responsabilidade sobre quaisquer consequências que possam estar direta ou indiretamente relacionadas ao conteúdo aqui divulgado, isentando este site e seus proprietários de qualquer ônus.